Objetivos organizacionais: clareza e definição de prazos


Todo administrador, desde o chefão até o supervisor de produção ou o chefe de escritório, precisa de objetivos bem definidos. Estes objetivos devem esclarecer qual deve ser a atuação da unidade de cada administrador. Devem esclarecer qual a contribuição que o administrador e sua unidade devem prestar a fim de ajudar as outras unidades a atingir seus objetivos. Finalmente, devem esclarecer o que cada administrador pode esperar em termos das contribuições das outras unidades que o auxiliem a atingir os seus objetivos. Em outras palavras, a ênfase deve ser, desde o princípio, no trabalho de equipe e nos resultados da equipe.


Esses objetivos devem sempre advir das metas da empresa. Houve uma companhia onde Peter F. Drucker julgou prático e eficaz que até mesmo o supervisor tivesse acesso, não só a seus objetivos, mas também aos da empresa toda e do departamento de fabricação. Embora a companhia seja tão grande que a distância entre a produção de um supervisor e a produção global é astronômica, o resultado daquela medida foi um significativo aumento da produção. e, de fato, é exatamente isso que deve ocorrer quando o supervisor é realmente parte da administração. Pois a definição de administrador afirma que em tudo que faz está assumindo responsabilidade pelo todo - que, ao entalhar uma pedra, ele está construindo uma catedral.


Os objetivos de todos os administradores devem estipular qual deve ser sua contribuição à consecução das metas da empresa em todos os seus negócios. Evidentemente, nem todo administrador presta uma contribuição direta em todos os setores. A contribuição do departamento de marketing à produtividade, por exemplo, pode ser bastante pequena. Caso não se espere do administrador e da sua unidade uma contribuição às áreas que afetam significativamente a prosperidade e a sobrevivência da empresa, isso deve ser destacado de modo bem claro. Pois o administrador precisa compreender que os resultados empresariais dependem de um equilíbrio de esforços e resultados numa série de setores. Isso é necessário, primeiro para ampliar ao máximo a perícia de cada função e especialidade, e segundo para impedir que se formem impérios e brigas de clãs entre elas. e é necessário também para evitar um destaque excessivo a uma dada área-chave.


A fim de obter um empenho equilibrado, os objetivos de todos os administradores de todos os níveis e em todas as áreas devem ser assestados a curto e a longo prazos. E, é claro, todos eles devem conter não apenas os objetivos empresariais tangíveis, mas também os objetivos intangíveis de organização e desenvolvimento administrativo, desempenho e atitude dos trabalhadores, e responsabilidade pública. Tudo o mais é imprevidente e impraticável. Outras informações podem ser obtidas no livro Fator humano e desempenho, de autoria de Peter F. Drucker.

FONTE:http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/objetivos-organizacionais-clareza-e-definicao-de-prazos/109123/

Posts Em Destaque
Posts Recentes